Hospital Universitário

RESPONSABILIDADE SOCIAL


Comissão de Humanização

Implantada em 2000, a Humanização é uma Política instituída para facilitar uma mudança na cultura e qualidade da assistência aos usuários, formando uma relação cooperativa e responsável, além de um novo padrão de comunicação, participação e integração entre todos os envolvidos: gestores, profissionais e usuários.

O Hospital Universitário conta com o Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), que tem como objetivo resgatar a humanização na assistência à saúde, em benefício dos usuários e profissionais.

A cada 15 dias este Grupo se reúne para planejar Projetos e Ações que, juntamente com os Municípios, possam melhor atender o usuário SUS.
Alguns dos projetos de Humanização do Hospital Universitário são:

Planejamento Familiar: Que visa Assegurar que casais que não querem ter mais filhos e que se enquadram no perfil tenham direito a escolher um método contraceptivo.

Visita aberta: Consiste no acesso dos visitantes às unidades de internação, de forma a garantir o elo entre o paciente e a sua rede familiar e social.
Construindo o amanhã - Que prepara o paciente e cuidador para o momento da alta, e os cuidados necessários no pós-alta.
Posso ajudar - São colaboradores que acolhem e orientam o paciente e seu acompanhante no direcionamento ao local desejado.


Voluntariado

Atualmente o Hospital Universitário conta com 5 grupos voluntários, que atuam desenvolvendo ações que contribuam tanto no aspecto psicológico quanto social dos pacientes que estão internados ou passam pela unidade, além de levar um pouco de alegria, carinho e conforto a todos que frequentam o Hospital. Os Grupos de voluntários atuantes no HUT são: Bom dia é bom, Plantão do Riso, Voluntariado Tia Mara e Casa Irmãos de Francisco.

Pastoral da Saúde

O Hospital Universitário disponibiliza em sua área nobre a Capela de Santa Isabel, espaço para as principais manifestações religiosas. Em parceria com a Diocese de Taubaté, o projeto de Capelania Hospitalar envolve a visita da Pastoral da Saúde e dos Ministros de Eucaristia, um total de 30 voluntários, que se revezam em visitas diárias aos pacientes internados.